domingo, 12 de dezembro de 2010

Brasil é um dos países mais difíceis do mundo para se empreender.

No relatório DOING BUSINESS 2011, do Banco Mundial, que avalia critérios básicos como burocracia para abrir e fechar empresas, acesso a crédito, impostos e proteção ao investidor, o Brasil está posicionado na vergonhosa colocação 127, atrás das economias supostamente mais atrasadas do mundo.  Uganda, Paraguai e a Etiópia estão na nossa frente ?!?!? Precisa falar mais ?

Os critérios que colocam o Brasil no fundo do poço, nada mais são do que as dificuldades que nossos sucessivos governos imprestáveis, continuam a não fazer a menor questão de resolver, como os bons e velhos impostos escandinavos, a burocracia portuguesa e a corrupção africana, com serviços públicos e privados de quinta categoria, a preços suiços.

Se não fossem a crise no resto do mundo, a demanda da China e a fumaça do Pré-Sal, que beneficiam uma meia dúzia de gigantes brasileiros, que mesmo assim se financiam com dinheiro público barato, a situação real já tinha vindo a tona e esse pais já tinha explodido, porque além de distribuir esmolas, inchar a máquina pública e aumentar o endividamento de forma "jamais vista na história deste pais", nada de efetivo foi feito para fortalecer os pilares como educação e infra-estrutura, que só vem se degradando em ritmo acelerado.

Quando é que o Brasil acorda ?

Por SAMUEL GOLDSTEIN em 11/12/2010 no BLOG DO SAMUCA

Fonte :    Relatório do Banco Mundial     http://www.doingbusiness.org/rankings
Postar um comentário