sábado, 1 de fevereiro de 2014

O preço dos livros escolares. Me ajudem a entender...

Fazendo companhia a minha mulher enquanto ela plastificava os livros escolares hoje pela manhã, dei uma olhada na notinha fiscal da livraria e me assustei, o livro mais barato custou R$ 80,00!  Há livros ali de R$ 170,00!!!

Entendo nada do mercado editorial e menos ainda do dos livros escolares, mas não é preciso ser especialista para suspeitar que há aqui alguma coisa MUITO errada.

Os best-sellers custam em média R$ 39,00, tem custo de impressão nos centavinhos, de distribuição outros tantos centavinhos, de tradução em mais uns trocados, e, o pesado fica mesmo por conta dos direitos autorais, das devoluções dos que não viram tão best-sellers assim e especialmente de todo o marketing que tem que ser feito para vender.

Já os escolares, talvez em menor escala, só custam uns centavinhos a mais para serem impressos, os mesmos centavinhos para serem distribuídos, tem direitos autorais pífios, não tem devolução significatíva e nada de marketing além de escolher um "sócio" que ajude a empurrá-los nas listas sem escapatória das escolas particulares. 

Fora isso, vai tudo para o lixo no ano seguinte, porque a mesma máquina que empurra os livros a cada ano nas listas, muda tudo em nome dos supostos avanços e novidades.

Considerando que pagamos 3 a 4 vezes mais do que valem esses livros e que consumimos uma média de uns 10 deles por ano (por filho), numa vida escolar somos roubados de mais de R$ 20 mil (de novo, por filho...) e alguns poucos ganham de milhões de nós otários, milhões...

E a gente, pra variar, quietinho...

Alguém consegue explicar esse fenômeno?!?

Postar um comentário