sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Kefir

Há anos venho ouvindo falar de um produto com origem antiga e misteriosa e que por mais que se pesquise, vai continuar misteriosa. 

Independente da origem, consumidores, entusiastas e pesquisas sérias indicam quase unanimemente que há uma série de benefícios para a saúde, trazidos pela grande quantidade de bactérias "do bem" contidas no kefir, os pro-bióticos.

Alguns dos nutrientes encontrados em grandes quantidades no Kefir:  leveduras, bactérias acéticas, lactobacilos, streptococci/lactococci, Ácido pantotênico, Ácido fólico, Vitamina B, Vitamina B3, Vitamina B6, Vitamina B12, Vitamina K, Carboidratos, Cálcio, Gorduras boas, Lactase, Fósforo, Magnésio, Potássio, Proteínas, Aminoácidos, Triptofano. 

Resolvi então experimentar e tive uma agradável surpresa. 

Inúmeros benefícios são atribuídos ao seu consumo, e, os que eu muito rapidamente comecei a sentir, foram (i) a diminuição da fome, especialmente da vontade de comer besteira, (ii) uma regularização do processo de digestão, (iii) melhora na viscosidade da pele com o desaparecimento de algumas marcas de expressão, (iv) melhora no aspecto do cabelo e redução da queda, (v) melhora na qualidade do sono, e, (vi) mais disposição e energia.

Outra vantagem gritante é o custo, o lote inicial de grãos custa nada (e-mail para o samuca1966@gmail.com que mando pra vocês), e, com um litro de leite integral por dia (R$ 3,50), você produz a dose diária para uma família de 4 pessoas, e, com o maior de todos os ganhos, é que você tira da dieta da sua família uma lista de componentes químicos venenosos que estão em TODOS os iogurtes industrializados, e, que de iogurte só tem o nome, porque contém traços insignificantes de probióticos ou quaisquer outros nutrientes importantes.

Não observei queda de peso, embora ele tenha se mantido estável ao longo desses quase 6 meses, mas, não fiz qualquer nova restrição alimentar (que já era relativamente saudável), e, pratico um esporte que dá muita fome por ser metabólico, o CrossFit.

O sabor é o de um iogurte natural e a textura um pouco mais densa do que esses iogurtes líquidos (Activia, etc...).

O "cultivo" é simples e para mim prazeiroso, pois cria a disciplina de cuidar da cultura diariamente e a recompensa de estar preservando a saúde da família, observando resultados bem objetivos.

Como produzir o Kefir:
  1. Uma a duas colheres de sopa de grãos de kefir para cada meio litro de leite morno (mais ou menos 20º ou temperatura ambiente), costuma ser a melhor proporção para o seu cultivo ideal. 
  2. Esses grãos deverão ser colocados num vidro (jamais usar recipientes de plástico ou metal) juntamente com o leite, deixando em descanso entre 12 até 36 horas. 
  3. É preciso cobri-lo com um pano de prato comum. O melhor local para guardá-lo enquanto está em fermentação é dentro de um armário. 
  4. Quando estiver pronto, deve-se misturar com uma colher de pau, e a seguir, coá-los (não usar coador metálico, usar plástico ou pano).
  5. Após serem coados, os grãos deverão retornar ao vidro com nova porção de leite para a próxima fermentação. 
  6. O kefir pronto poderá ser armazenado em geladeira. 
  • Os grãos se reproduzem com grande velocidade, portanto, quando a quantidade por litro exceder as duas colheres, bem cheias, de grãos, descarte o saldo, distribua entre os amigos e use para adubar suas plantas, elas vão adorar.
  • Mensalmente, os grãos devem ser lavados com água filtrada, usando o coador.
  • A lactose é consumida pelos grãos no processo de fermentação, fazendo o kefir tolerável a grande maioria dos intolerantes ou alérgicos a lactose

Dicas:

 . O leite deverá estar fresco e ser INTEGRAL. 
 . Não armazene os grãos sem o leite para que não morram. Se precisar viajar, deixe os grãos na geladeira com leite suficiente para cobrí-los.
 . Caso os grãos tenham permanecido fora do leite por mais de 48 horas, deverão ser descartados. 
 . Não utilize nenhum utensílio metálico. 
.  Prefira coador, vasilhas e talheres de plástico, madeira ou outro material e armazene em vidro. 
 . Se possível, lave os grãos de kefir com água mineral. Caso não seja viável, opte por água filtrada. O cloro presente na água poderá comprometer a qualidade do produto. 

Postar um comentário